Now Reading:
8 riscos que você corre ao optar pelo aluguel direto com o proprietário
Full Article 6 minutos lido

8 riscos que você corre ao optar pelo aluguel direto com o proprietário

Como o mercado imobiliário é um segmento que, pela própria natureza, envolve valores elevados, é muito comum que as pessoas busquem maneiras de economizar algum dinheiro durante as negociações. No entanto, você tem a exata noção dos grandes riscos que você corre ao optar pelo aluguel direto com o proprietário?

Essa é uma prática que pode trazer consequências bastante indesejáveis, uma vez que você não contará com o auxílio de uma imobiliária e dos profissionais, que têm familiaridade com os trâmites e armadilhas desse ramo. Continue lendo este conteúdo e veja o que pode acontecer!

1. Dificuldade em encontrar imóveis 

Um dos grandes problemas de optar pelo aluguel direto com o proprietário começa logo na procura. Afinal, quando você não conta com a ajuda de uma imobiliária ou de um corretor, você não terá à sua disposição a carteira de propriedades que eles têm acesso, o que diminuirá consideravelmente o número de boas unidades que pode encontrar.

Tenha em mente que escolher uma casa ou apartamento exige uma série de detalhes e avaliações cruciais, que devem ser correlacionadas com as suas demandas, necessidades e, especialmente, o seu orçamento. Você deve considerar fatores como a localização, o tamanho, o preço, a planta baixa, entre outros aspectos.

2. Avaliação imprecisa dos valores

Você pode até se achar capaz de fazer uma avaliação de um determinado imóvel, mas o fato é que, no mercado imobiliário, a precificação é encarada como uma verdadeira arte. É preciso considerar muitos fatores, alguns dos quais momentâneos e até mesmo subjetivos, que influenciam consideravelmente o resultado final.

Apenas os corretores, que devem ser devidamente registrados no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), estão aptos a fazer isso de forma correta e precisa. Os profissionais da área poderão analisar não apenas as características da unidade, como também o metro quadrado da região e até mesmo a situação econômica do país. 

3. Possibilidade de cair em golpes

Você sabe que o nosso mercado imobiliário é bastante valorizado e que envolve cifras nada desprezíveis, tanto para venda quanto para locação. Logicamente, esse é um panorama que atrai pessoas menos idôneas, em busca de indivíduos que não dominem muito bem o segmento e suscetíveis a perder dinheiro.

O fato de ser leigo e não contar com ajuda profissional pode fazer com que você cometa erros ou tenha dúvidas sobre os trâmites legais da locação. Dessa maneira, poderá ser vítima de cobranças indevidas e até mesmo correrá o risco de pagar taxas e assinar o contrato de um negócio que não será concretizado.

4. Falta do aparato legal necessário

A locação de casas e apartamentos envolve uma série de burocracias, que podem ser muito incômodas para quem não está familiarizado com o assunto, mas relevantes para garantir que todos os direitos e deveres, tanto dos inquilinos quanto dos proprietários, sejam devidamente respeitados no final das contas.

Você pode até não saber, mas tudo isso é regulamentado em nossa legislação, por meio da Lei do inquilinato. Se você optar pelo aluguel direto com o proprietário, pode ser que esses dispositivos não sejam respeitados no contato. Sem um profissional ao seu lado, a chance de cometer erros ou esquecimentos nesse sentido é muito maior.

5. Falta de amparo jurídico necessário

Ainda falando da Lei do Inquilinato, ao alugar direto com o proprietário, e não contar com o respaldo de profissionais do segmento, você acaba sem ter o amparo jurídico necessário. Isso é muito importante, por exemplo, na hora de elaborar o contrato de locação, que deve ser benfeito e contemplar as questões burocráticas relevantes.

Sem contar com ajuda especializada, você aumenta muito as chances de erros e esquecimentos. Entre os principais itens que precisam ser colocados no papel, podemos citar os prazos, o valor do reajuste, as responsabilidades das partes, as principais penalidades e multas, os dados da propriedade e assim por diante.

6. Desgaste do relacionamento com o dono

Um item muito importante, mas que nem sempre é valorizado quando a pessoa opta por fazer o aluguel direto com o proprietário, diz respeito à questão do relacionamento. Um contrato de aluguel residencial costuma durar dois ou três anos, durante esse período é normal que existam pequenas discordâncias e um desgaste na relação.

Ao contar com o auxílio de uma imobiliária ou corretor, você pode se dar ao luxo de não se preocupar com isso. Esses profissionais são responsáveis por intermediar situações difíceis e resolver as pendências que possam surgir durante a relação contratual, passando as devidas orientações e oferecendo as soluções mais recomendáveis.

7. Reajustes abusivos do valor de locação

Outro problema ao qual você poderá ser exposto ao tentar partir para o aluguel direto com o proprietário é ser vítima de reajustes abusivos no valor de locação. Mais uma vez vale citar a Lei do Inquilinato, que normatiza o tema e traz luz quanto aos principais pontos que geravam dúvidas e embates entre as partes.

Via de regra, os reajustes ocorrem de 12 em 12 meses, sem exigência de garantias. Contudo, quando você não conta com o respaldo de especialistas no ramo, um dono menos idôneo pode encarar isso como uma oportunidade de cobrar um alto valor mensalmente, sem respeitar o intervalo anual ou os limites percentuais.

8. Erros por desconhecimento do ramo

Por fim, ao alugar uma casa ou apartamento diretamente com o seu proprietário, você poderá cometer erros importantes, simplesmente por desconhecer o ramo. Como dissemos anteriormente, isso já pode ser verificado desde o início do processo, no qual você terá dificuldades em encontrar o local ideal para o seu perfil.

No entanto, a coisa não para por aí, e você poderá ter diversos outros problemas. Uma avaliação precisa dos documentos do imóvel ajuda a proteger o futuro inquilino de cair em roubadas, assim como o domínio legal do ramo contribui para uma definição adequada dos direitos e obrigações de ambas as partes.

Como você pôde ver, o aluguel direto com o proprietário parece não ser uma boa ideia. Para evitar problemas e encontrar o lugar perfeito para você, não deixe de investir na contratação de uma boa imobiliária, como Anuar Donato, para ajudá-lo com todos os trâmites!

Gostou de aprender mais sobre o aluguel direto com o proprietário? Então não deixe de compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

Input your search keywords and press Enter.