Now Reading:
Como decidir entre alugar ou financiar? Entenda qual a melhor opção para você!
Full Article 6 minutos lido

Se você sonha em conquistar o seu imóvel próprio, com certeza já deve ter se perguntado: “afinal, é melhor alugar ou financiar um imóvel?”. Esse tipo de questionamento é bastante comum, principalmente porque estamos falando de um negócio que exige certa dedicação financeira.

Para chegar a uma resposta, é preciso analisar uma série de questões durante esse processo. A princípio, não existe uma modalidade específica mais vantajosa que a outra. Tudo depende do seu perfil, expectativas e necessidades da família.

Mas, afinal, quais são esses fatores importantes e como analisá-los no momento da escolha do novo lar? É o que abordamos neste post. Para entender e tomar a melhor decisão, continue acompanhando o artigo e anote estas recomendações exclusivas!

O que analisar na escolha entre alugar ou financiar?

Para dar início ao processo de escolha, é necessário analisar alguns pontos essenciais que ajudarão a definir se é melhor alugar ou financiar um imóvel. Inicialmente, costumamos observar as particularidades financeiras do indivíduo e certos fatores emocionais que tendem a nortear a decisão. Veja quais são eles.

  • Fator financeiro — para você, alugar um imóvel pode ser sinônimo de um custo sem necessidade. Além disso, a compra de uma casa própria pode ser vista como um bom investimento, especialmente devido à valorização desse bem.
  • Fator emocional — você sonha em ter um local para chamar de seu. Também prefere usufruir de mais liberdade para realizar reformas, adaptações e furar as paredes sem dor de cabeça.

Como calcular a opção mais vantajosa?

Tanto o aluguel como a compra do imóvel exigem gastos significativos com passar do tempo. Por isso, é necessário que você coloque cada um deles “na ponta do lápis” para saber qual será mais vantajoso para o seu bolso.

Compra

Em relação à compra, é necessário entender que, após dar o valor de entrada, também será preciso arcar com as prestações. Isso sem contar os gastos burocráticos, como:

  • custos referentes à vistoria do espaço;
  • emissão do contrato;
  • registro em cartório;
  • escritura;
  • ITBI.

Tais valores estarão devidamente previstos em contrato. Caso ainda não tenha checado esses detalhes, vale a pena reservar uma quantia equivalente a 5% do total da compra para não ter surpresas futuras.

Aluguel

Para traçar um comparativo entre financiamento e aluguel, é preciso considerar que, caso você decida alugar um imóvel, a casa ou apartamento deve ter as mesmas características do imóvel que seria financiado pela sua família.

Não imagina quanto será gasto nesse tipo de negociação? Considere um valor que equivale a, pelo menos, 0,3% da quantia total de venda.

Como considerar a valorização do imóvel?

Inicialmente, há quem diga que a locação é uma forma mais acessível de ter uma boa casa para morar. Afinal, basta pagar as mensalidades do aluguel e, rapidamente, você já terá em mãos uma propriedade pronta para toda a família.

Por outro lado, é interessante saber que, ao optar pelo financiamento, ao final do pagamento, você terá o imóvel em seu nome — livrando-se de vez das parcelas e aumentando o seu patrimônio com o passar dos anos.

Nessa etapa, é interessante considerar a valorização anual do espaço. Para conseguir entender o que é mais vantajoso — alugar ou financiar —, é necessário considerar que, no futuro, o espaço será valorizado e, caso você decida vendê-lo, poderá garantir bons lucros nessa transação.

Como não é possível ter certeza de como será a valorização, uma boa dica é traçar uma referência. Ou seja, anotar as “regras do jogo”. Nesse sentido, a regra principal é que o imóvel possivelmente será valorizado com base na inflação ou IPCA. É claro que não sabemos como ela estará daqui a 10 ou 20 anos e, por isso, os especialistas se baseiam em projeções.

O Banco Central, por exemplo, por meio do Boletim Focus, é um dos responsáveis por informar a projeção referente à inflação para os próximos anos. Caso você não faça ideia de qual é essa previsão, vale conferir o relatório. Bem simples!

Quais são as vantagens de cada modalidade?

Assim como qualquer decisão, alugar ou financiar um imóvel são soluções que apresentam vantagens distintas. A seguir, contamos as principais delas para que você consiga definir qual é a mais atrativa para o seu perfil. Anote!

As vantagens de alugar

  • Contrato flexível — os contratos de locação possibilitam a flexibilidade para a negociação do seu prazo de duração, o que oferece maior liberdade ao planejamento de quem opta por alugar um imóvel.
  • Manutenção — os consertos e reformas são responsabilidades do proprietário. Logo, não será necessário se preocupar com gastos extras.
  • Orçamento acessível — a curto prazo, as despesas gastas com o aluguel são menores, sendo ideal para quem ainda não tem dinheiro para arcar com o financiamento.

As vantagens de financiar

  • Uso rápido — você poderá utilizar o seu mais novo espaço assim que o seu financiamento for aprovado e o imóvel estiver finalizado.
  • Aumento de patrimônio — é ótima opção para quem deseja expandir o seu patrimônio e atuar de forma sólida no mercado imobiliário.
  • Utilização do FGTS — indivíduos que trabalham há mais de três anos sob o regime do FGTS podem utilizar a quantia disponível para dar entrada em sua casa ou apartamento.
  • Segurança total — ao contratar o financiamento imobiliário, diversas garantias acompanham o seu pacote de transação. Dependendo do seguro escolhido, é possível proteger o bem, cobrir danos físicos e ter mais tranquilidade.

Então, após ler este artigo completo você conseguiu definir se vale mais a pena alugar ou financiar um imóvel? Esperamos que essas informações tenham sido úteis para o seu caso.

Lembre-se ainda de considerar o seu momento de vida e os principais objetivos e desejos de seus familiares na hora de se decidir. Certamente, esse é um cuidado que valerá a pena.

Caso você esteja optando pelo financiamento e queira continuar se aprofundando no assunto, aproveite para conferir outro post e entender como escolher a melhor opção de financiamento no mercado imobiliário. Você não vai se arrepender!

Input your search keywords and press Enter.