Now Reading:
Seguro contra incêndio: qual a importância e como contratar?
Full Article 6 minutos lido

Seguro contra incêndio: qual a importância e como contratar?

Quando se fala da realização do sonho da casa própria ou da independência de ter um lugar para morar, é sempre importante zelar pelo patrimônio. Por isso, o seguro contra incêndio é imprescindível se o assunto envolve imóveis.

Para garantir a tranquilidade em situações que possam trazer prejuízo, manter a propriedade assegurada é a melhor opção. Com isso, nos contratos de locação, o seguro contra incêndio é obrigatório — já para os proprietários, representa um investimento em segurança.

Quer saber mais sobre o seguro contra incêndio? Confira este post com todas as informações sobre o tema! 

Como funciona o seguro contra incêndio?

Para realizar o sonho de adquirir uma casa própria, é preciso muito investimento e trabalho. Por isso, o seguro contra incêndio é uma forma de salvaguardar a edificação e os bens que estão dentro do imóvel em caso de algum acidente doméstico que leve a um incêndio.

Todos sabemos que o fogo pode danificar não só a estrutura quanto destruir os bens móveis que estão no interior da propriedade. Como não é possível garantir que você nunca seja vítima desse tipo de acidente ou fatalidade, o mais importante é manter seus bens resguardados. Portanto, contratar um seguro é a forma mais eficaz de proteger o imóvel com um baixo investimento.

Quem paga pelo serviço (proprietário ou inquilino)?

O seguro contra incêndio é estipulado a partir do cálculo do valor necessário para reconstruir o imóvel em caso de danos causados pelo fogo. O cliente adquire uma apólice que dá direito a receber o apoio especializado de profissionais que vão reparar o imóvel e, também, a quantia que custeará os danos.

Diferentemente do seguro residencial, que prevê um valor para a reconstrução da parte estrutural em caso de dano por fogo, o seguro contra incêndio garante que tudo aquilo danificado seja novamente construído.

Seguindo a Lei do Inquilinato, é de responsabilidade do proprietário arcar com despesas como IPTU, seguro contra incêndio e taxas residenciais. No entanto, existem algumas brechas que preveem que esse custo pode ser repassado ao inquilino.

O responsável pelo pagamento deve estar descrito no contrato de locação do imóvel, o qual vai reger as regras, os direitos e os deveres dessa negociação. Mas uma coisa é certa: a contratação do seguro é obrigatória no caso de apartamentos, uma vez que o seguro das áreas comuns do condomínio não protege cada uma das propriedades.

Como contratar o seguro?

O primeiro passo é buscar uma seguradora que ofereça os serviços de proteção contra incêndio. No questionário inicial, você deve repassar os dados do imóvel e a localização, além de optar por serviços adicionais que tenha interesse em contratar junto à apólice de seguro.

Um orçamento é realizado e a empresa repassa ao cliente todas as cláusulas do contrato, além de quais garantias estão sendo cobertas pelo seguro. Normalmente, em 24 horas após a contratação do serviço o imóvel já está assegurado, prevenindo que o cliente venha a incorrer em prejuízos no caso de danos causados pelo fogo.

Quais são as coberturas e vantagens?

Ninguém espera passar por um incêndio em sua residência, mas essa é uma fatalidade da qual não estamos livres. Mesmo tomando os cuidados devidos e realizando as manutenções necessárias, um simples curto-circuito pode ser o gatilho para o fogo tomar conta do imóvel.

Em caso de incêndio, o seguro é acionado para garantir que seus bens sejam repostos. Assim, você pode reestruturar sua propriedade o mais rápido possível e sem prejuízos.

Cobertura

A cobertura é calculada mediante a listagem de eletrodomésticos, eletrônicos e móveis que estão na apólice do seguro, além da metragem do imóvel que consta na planta. Para a reconstrução, os tipos de coberturas adquiridos devem estar descritos no contrato.

Vantagens

A grande vantagem da contratação do seguro é garantir que seus bens e a estrutura da edificação sejam reparados após um incêndio, mas sem trazer prejuízos para o proprietário do imóvel. Por esse motivo, a aquisição de tal tipo de proteção é obrigatória em apartamentos ou contratos de locação.

Quanto custa o seguro?

O preço varia de acordo com o tipo de edificação e a metragem do imóvel. No entanto, os seguros residenciais custam em média 0,4% do valor total da propriedade. Essa quantia é calculada com base no quanto será necessário para reconstruir o imóvel em caso de incêndio.

Outros pontos que também alteram o valor médio de um seguro contra incêndio são os serviços adicionais que podem ser contratados pelos clientes.

Quais são os serviços adicionais?

Além da contratação de um seguro contra incêndio, o cliente adquire uma apólice com outras garantias que deixam o imóvel assegurado em diversas situações que possam ocorrer corriqueiramente.

Listamos alguns dos seguros mais comuns para serem contratados em conjunto com a proteção contra incêndio. São eles:

  • cobertura para responsabilidade civil familiar;
  • cobertura para acidentes pessoais;
  • cobertura contra roubo e furto;
  • cobertura para assistências residenciais.

Serviços de assistência

As coberturas são uma forma de salvaguardar que a propriedade esteja assegurada de maneira tão completa que qualquer eventualidade pode estar incluída. O mais comum é que, junto ao seguro contra incêndio, o cliente também opte pela assistência residencial — que dá direito ao serviço de chaveiro, consertos em geral e apoio nos casos de manutenção.

O mais importante é que, se o cliente precisar, as empresas de assistência prestam o apoio necessário para resolver problemas emergenciais 24 horas por dia, normalmente. Caso seja preciso a aquisição de material para reparos, a assistência cobre o valor da mão de obra e o material fica por conta da pessoa.

Não basta somente investir em um imóvel: é preciso também garantir que todo o seu investimento não fique desprotegido. Por isso, é importante contratar um seguro residencial contra incêndio para minimizar as perdas em caso de danos causados pelo fogo.

Agora que você já sabe como funciona o seguro contra incêndio, que tal aproveitar a visita ao blog para descobrir quais são os 7 melhores investimentos para o seu caso e conhecer as nossas opções de imóveis? Até a próxima!

Input your search keywords and press Enter.