Aluguel ou financiamento: qual é a melhor opção?

Uma dúvida que surge entre várias pessoas que pensam em adquirir um imóvel e que se tornou um questionamento chave no mercado imobiliário é se vale a pena investir no aluguel ou financiamento.

Independentemente de a pessoa escolher pelo aluguel ou financiamento, o investimento será feito. Porém, para alguns, uma opção pode ser mais vantajosa que a outra.

Tudo vai depender da especificidade do interessado. Qual é o momento financeiro que você vive? Será que você vai conseguir arcar com as despesas mensais do aluguel? Será que você terá uma boa condição financeira no futuro, para optar pelo financiamento?

Antes de optar pelo aluguel ou financiamento, responda todas essas perguntas. Com base nas suas finanças atuais e no seu planejamento para o futuro, é possível definir se vale mais a pena alugar ou financiar um imóvel.

Cada opção tem as suas características. É justamente isso que vamos te explicar neste artigo!

Quando optar pelo aluguel é a melhor solução?

Muitas pessoas acham que o aluguel não é uma opção vantajosa, pois o dinheiro que é aplicado, acaba não gerando um retorno no futuro. Porém, a linha de raciocínio não deve ir totalmente para esse lado.

Dependendo do que é oferecido no mercado em termos de juros, pode ser mais barato alugar um imóvel ao invés de optar pelo financiamento. Assim, você iria utilizar uma parcela do valor que seria utilizado na compra, para realizar outros tipos de investimentos. Analisando por essa óptica, o aluguel é sim, uma vantagem bem considerável.

É possível até mesmo pagar o aluguel, guardar um valor considerável, para depois, adquirir uma casa melhor futuramente.

Se a pessoa mora sozinha e não tem a pretensão de constituir uma família grande, o aluguel é uma opção considerável.

E quanto ao financiamento imobiliário?

A partir do momento em que um financiamento imobiliário é realizado, você receberá um capital sobre o qual os juros irão incidirá. Todo mês será preciso pagar prestações até que o saldo da dívida seja totalmente quitado.

Cada uma das prestações é dividida em duas partes importantes: amortização e juros. A amortização é o valor que é devolvido para o banco responsável pelo financiamento. Em contrapartida, os juros dizem respeito ao aluguel do dinheiro que atinge o saldo da dívida, denominado saldo devedor.

É importante destacar que a partir do momento em que uma prestação é paga, você estará quitando os encargos do auxílio e amortizando. Dessa forma, uma parte do capital emprestado é devolvido.

Fica sob responsabilidade da instituição bancária, definir o limite para o valor do imóvel, o máximo que será financiado, a tarifa e o prazo para pagamento.

Qual é a melhor opção para você? Aluguel ou financiamento? Avalie qual é a opção mais interessante! Esperamos que o artigo tenha te ajudado!

Tem alguma outra dúvida sobre o mercado imobiliário? Entre em contato conosco! Nós podemos te ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.