Now Reading:
Quais são os fatores relacionados com a qualidade de vida?
Full Article 6 minutos lido

Hoje em dia, todo mundo fala sobre qualidade de vida. Afinal, o que seria isso que as pessoas tanto buscam? Você já parou para se perguntar?

Bem, podemos dizer que ela não pode ser resumida a uma definição fixa, como se fosse um parâmetro único que medisse o que se encaixa nele ou não. As pessoas têm percepções diferentes sobre esse termo, o que o torna bastante subjetivo.

No entanto, a ideia de qualidade de vida está relacionada a alguns fatores. Ao compreender a importância deles, é possível realizar as mudanças necessárias para atingir o bem-estar desejado.

Se você pretende melhorar a sua qualidade de vida ou a da sua família, mas ainda se sente um pouco perdido, sem saber exatamente por onde começar e o que fazer, conhecer esses fatores pode ajudá-lo a resolver essas questões. Quer saber quais são eles? Continue com a leitura deste artigo e descubra!

Qualidade de vida e saúde

A alimentação, a atividade física e a saúde mental precisam andar sempre juntas e atender requisitos mínimos para uma boa saúde. A adoção de hábitos saudáveis melhora a condição física e mental do indivíduo, permitindo-o apreciar a vida em sua totalidade, ou seja, ter qualidade de vida.

Alimentação

Ela é um dos pilares da saúde. Uma alimentação equilibrada é capaz de suprir todas as necessidades do organismo e reduzir sintomas, como mal-estar, indisposição, fraqueza, entre outros que afetam diretamente o cotidiano. Além disso, uma nutrição adequada evita o desenvolvimento de muitas doenças.

Prática de atividade física

Assim como a alimentação, a prática de atividade física é um dos elementos que compõem a saúde. Exercitar-se regularmente fortalece os ossos e a musculatura, condiciona o corpo, dá disposição e previne doenças.

E não menos importante, a realização de exercícios físicos pode ajudar a melhorar a aparência. Sentir-se bem com a própria imagem traz autoconfiança e contribui para uma boa autoestima. Ambos são essenciais para uma mente saudável.

Saúde mental

Ansiedade, estresse, esgotamento, isolamento, pânico e depressão são alguns dos problemas que as pessoas sofrem quando estão com a saúde mental abalada.

Eles provocam dificuldade no relacionamento com familiares, amigos e colegas de trabalho, baixo rendimento nas atividades a que se propõe fazer, desenvolvimento de alergias, outras doenças físicas etc.

A ocorrência desses fatos impõe limitações à rotina, afeta a vida pessoal e profissional e, portanto, diminui consideravelmente a qualidade de vida.

Estar com a saúde emocional e psicológica em dia é importante para evitar esses quadros e manter o bem-estar individual e social. Quando eles já estão instalados, é fundamental tratá-los.

Qualidade de vida e trabalho

A qualidade de vida também envolve a estabilidade financeira. Sem dinheiro, não há como ter uma saúde adequada, manter necessidades básicas, garantir uma boa educação dos filhos, ter conforto, viajar, fazer planos etc.

As pessoas precisam trabalhar muito para obter esses recursos. O estilo de vida atual exige isso porque estamos em um mundo globalizado, onde mudanças na economia ocorrem em um piscar de olhos.

Além do cansaço, o excesso de trabalho pode atingir o lado psicológico do indivíduo. Consequentemente, a relação com os demais colaboradores, a produtividade e, até mesmo, a vida pessoal são prejudicadas.

Como as pessoas passam a maior parte do dia trabalhando, o ambiente corporativo precisa ser saudável para haver satisfação na execução do serviço.

O trabalho torna-se mais leve e prazeroso quando existe organização, otimização do tempo, melhor distribuição de tarefas e valorização das relações interpessoais.

Qualidade de vida e perspectivas culturais

A realização de atividades de lazer é primordial para uma qualidade de vida. Elas incluem tudo aquilo que o indivíduo gosta de fazer e valoriza. Sendo assim, é um fator que sofre bastante influência cultural e varia entre as pessoas.

Passar mais tempo com a família e os amigos, participar mais da vida dos filhos e aprender um novo hobby são alguns exemplos de afazeres que deixam o cotidiano mais leve e feliz.

Quando algo que se gosta é deixado de lado, surge a sensação de vazio e falta, como se a vida não estivesse sendo aproveitada.

Por isso, aquilo que consideramos essencial e de valor deve ser prioridade também. A vida é mais satisfatória e plena quando existe o equilíbrio.

Qualidade de vida e meio ambiente

A qualidade de vida também está relacionada ao meio ambiente. A poluição do ar e dos rios, o barulho, o mau gerenciamento do lixo e a diminuição de áreas verdes nas grandes cidades têm causado doenças físicas e psicológicas.

Viver em uma região que respeite e cuide do meio ambiente é fundamental para uma vida saudável. Mas não é apenas isso.

Aproveitar a natureza (por exemplo, respirar o ar puro de um lugar arborizado, ouvir o som dos pássaros e apreciar uma vista natural) traz bem-estar, tranquilidade e estabelece uma maior conexão com ela.

Há pessoas que consideram a proximidade com a natureza algo irrelevante. Mal sabem que esse contato alivia o estresse do dia a dia e a irritabilidade que os ambientes caóticos causam.

Além disso, os parques e os outros espaços ao ar livre são ótimas áreas de lazer e proporcionam qualidade de vida também para as crianças.

Qualidade de vida e moradia

Do mesmo modo que o meio ambiente, a moradia influencia na qualidade de vida. Entende-se por moradia o lar e a localização do imóvel.

Ambos precisam atender necessidades básicas e outras condições importantes para os moradores sentirem-se confortáveis, seguros, bem-assistidos e felizes.

Dessa maneira, o lar deve ser bonito, espaçoso, confortável, funcional e seguro. Quem tem filhos deve considerar que o imóvel precisa corresponder às expectativas deles também. A estrutura de uma casa tem bastante relevância no desenvolvimento das crianças.

Quanto à localização, ela deve ser acessível e segura. Isso significa fluidez no deslocamento, boas escolas por perto, comércio, disponibilidade de serviços e opções de entretenimento. Essas facilidades possibilitam o rendimento do tempo, menos trânsito e mais comodidade.

Agora que você conhece os fatores relacionados à qualidade de vida, é possível direcionar o melhor caminho para obtê-la. Conquistar o que se deseja pode exigir algum esforço inicial, mas vale muito pena quando conseguimos.

Se você acha que mais pessoas deveriam ler este artigo, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Input your search keywords and press Enter.