Now Reading:
Afinal, como a taxa Selic influencia no financiamento imobiliário?
Full Article 6 minutos lido

Embora o investimento em imóveis seja uma das aplicações favoritas de boa parte dos brasileiros, sobretudo em função da estabilidade do setor, muita gente ainda não sabe, ao certo, quais são os fatores que influenciam nos preços das propriedades. Por isso, saber como a taxa Selic influencia no financiamento imobiliário é fundamental.

Embora esse nome possa parecer estranho, essa alíquota tem um papel extremamente importante no segmento e é utilizada no ramo bancário para calcular as operações financeiras com clientes que desejam empréstimos para comprar uma casa ou apartamento. Confira o conteúdo que preparamos sobre o tema!

Afinal, o que é a taxa Selic?

Definitivamente, você já ouviu esse nome nos jornais televisivos ou até mesmo em conversas com amigos, mas também é bem provável que você não conheça ao certo o que é essa tal taxa Selic. Em linhas gerais, podemos definir o seu conceito como o cálculo básico de juros da economia no Brasil, utilizado pelo mercado financeiro.

A sigla Selic quer dizer Sistema Especial de Liquidação e Custódia, e nossos bancos utilizam essa variável para o financiamento de operações com durações diárias, lastreadas em títulos públicos federais. Quem define o seu valor é o nosso Banco Central, por meio de seu sistema, para que haja controle na negociação de títulos.

Por definição, quando a taxa Selic está alta, as coisas ficam mais caras, o que dificulta, de uma maneira ou de outra, o consumo e os investimentos, fazendo com que a economia do país desacelere. Um exemplo bastante recente disso é a recessão que enfrentamos a partir de 2014, que fez com que o país se deparasse com uma crise.

Qual a relação entre a taxa Selic e a inflação?

A taxa Selic e a inflação estão intimamente ligadas e o Governo Federal utiliza essa variável como um instrumento de política econômica, de forma que haja a possibilidade de evitar, em situações específicas, a perda de poder de compra da nossa moeda. E, ainda que você não saiba, isso causa um impacto grande no seu dia a dia.

Não é difícil perceber que, em qualquer governo, há uma necessidade constante de obter dinheiro para fazer investimentos, sejam eles de infraestrutura, de pagamento de funcionários, de manutenção das propriedades públicas ou até mesmo do pagamento de débitos e dívidas preexistentes.

Isso quer dizer que, seja para construir um hospital ou investir em segurança, é preciso de meios de arrecadação que vão além dos impostos pagos pela população. Sendo assim, uma forma de fazer isso é pela emissão de títulos do Tesouro Nacional que, em sua maioria, são comprados pelos bancos.

Se a inflação estiver em patamares mais altos do que o desejado, por exemplo, o Banco Central pode aumentar a taxa básica de juros e restringir o crédito. Dessa maneira, há um refreamento do consumo e, como as mercadorias passam a ser menos negociadas por conta da oferta e da procura, preços geralmente abaixam, e isso reduz a inflação.

Do lado oposto, se a economia está parada e a inflação está em um nível baixo, é possível reduzir a taxa Selic. Nesse novo contexto, os títulos públicos federais passariam a ser mais desinteressantes para as instituições bancárias e elas tenderiam a ofertar mais crédito, em busca de uma rentabilidade mais significativa, girando o mercado.

Como está a Taxa Selic hoje?

Depois de ler todo esse conteúdo mais técnico, você pode estar se fazendo uma pergunta bastante óbvia: afinal, como está a taxa Selic na atualidade. No momento, ela se encontra em 6,50% ao ano, que é considerado um patamar bastante razoável e que demonstra que o pior da nossa crise econômica já está mais distante.

É preciso lembrar que esse valor está sempre sujeito a sofrer variações do Banco Central e acompanhar essas modificações pode fazer uma grande diferença em seus investimentos, uma vez que é muito importante compreender melhor quais escolhas poderão fazer com que você ganhe em cada cenário existente.

Como a taxa Selic influencia no financiamento imobiliário?

Como você pôde compreender, a taxa Selic influencia diretamente a economia brasileira, trazendo sinais e ajudando a controlar o mercado financeiro. Dentro desse contexto, esse índice também pode interferir indiretamente no financiamento de imóveis e no número de unidades vendidas no Brasil. Confira a seguir como isso ocorre.

Relação entre a taxa Selic e o financiamento

O financiamento de imóveis e a taxa Selic andam lado a lado quando alguém deseja comprar uma propriedade. Isso ocorre porque, em linhas gerais, as instituições bancárias utilizam esse índice, logicamente junto a outros parâmetros, para calcular os juros que cobrarão daquele determinado cliente ao longo dos anos.

Se o Banco Central decidir por aumentar os índices da Selic, é natural que se elevem as taxas de juros dos financiamentos, o que pode minar o planejamento inicial de um comprador, fato bastante complicado, visto que quem busca financiar um imóvel está fazendo uma operação com valores elevados e de longo prazo.

Já quando a taxa Selic estiver mais baixa, as condições passam, via de regra, a ser muito mais vantajosas, já que os bancos também tenderão a reduzir a própria taxa de juros, fazendo com que a aquisição de uma casa ou um apartamento passe a ser menos arriscada, por conta do menor impacto no orçamento mensal do cliente.

Quando o Banco Central brasileiro deixa a taxa Selic em patamares mais baixos, ele influencia positivamente a economia e o mercado imobiliário, visto que assim há um estímulo ao giro de negociações de imóveis e, em longo prazo, com o maior número de transações, há uma valorização natural de nossas moradias.

Com esse conteúdo, você pôde entender melhor como a taxa Selic influencia no financiamento imobiliário e perceber que, em momentos mais otimistas de nossa economia, esse setor tão importante e valorizado pode ser um dos mais beneficiados em função da redução dessa variável de juros.

Gostou de aprender um pouco melhor como a taxa Selic no financiamento imobiliário? Então que tal espalhar estas informações e compartilhar este artigo livremente em suas redes sociais?

Input your search keywords and press Enter.